PIB das CADEIAS/CEPEA: Ganho de produtividade garante metade de PIB da cadeia de milho

Clique aqui e baixe release completo em word.

 

Clique aqui e acesse estudo completo.

 

Cepea, 12/07/2021 – O setor agropecuário brasileiro tem o enorme e importante desafio de garantir a segurança alimentar do Brasil e também da população mundial. Essa segurança alimentar deve ainda ser alcançada de forma sustentável, necessidade atualmente imperativa frente ao esgotamento do planeta. Diversas práticas têm sido progressivamente adotadas, visando a mitigar ou eliminar o uso excessivo (frente ao ótimo) de recursos naturais pela produção agrícola.

 

Sendo crescente a preocupação quanto ao aumento na utilização de áreas para a produção agrícola, o ganho de produtividade da terra torna-se um instrumento-chave para economizar esse recurso. Nesse sentido, estudo divulgado hoje pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, busca mensurar a contribuição da produtividade para a geração de PIB ou agregação de valor pela atividade, em oposição à contribuição do aumento de área.

 

O foco de pesquisadores do Cepea neste primeiro material foi o milho. De 2001 a 2020, a cultura do milho gerou PIB de R$ 715 bilhões, em termos reais, aqui considerando-se apenas “dentro da porteira”. Desse valor, os pesquisadores do Cepea estimaram que R$ 360 bilhões vieram exclusivamente da produtividade. Ou seja, o ganho de produtividade representou 50,4% de todo o PIB gerado pelo milho no período, sem depender de aumento de área.

 

Pesquisadores do Cepea reforçam que essa informação mostra que a cadeia do milho tem contribuído com grande competência, por meio de seus diferentes atores, para o enorme desafio imposto ao agronegócio de ampliar a produção de forma sustentável.   

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA: Outras informações podem ser obtidas aqui ou com os autores da pesquisa, por meio da Comunicação do Cepea pelos telefones (19) 3429 8836 / 8837 e cepea@usp.br

 

voltar
Preencha o formulário para realizar o download
x
Deseja receber informações do Cepea?

Digite este código no campo ao lado